Tags

, ,

Ballet_shoes_by_hotshadows

Não desejamos mal a quase ninguém…


A música e a dança se apresentam para mim como uma forma de tocar as pessoas, uma forma de passar algo que eu geralmente não consigo expressar e para isso, o público é essencial . Então fica a pergunta, por que algumas pessoas insistem em ser tão arrogantes? Será que elas realmente entendem a arte de subir em um palco?

Apesar da minha paciência de Gandhi com as barbaridades que as pessoas aprontam e a minha grande vontade de ajudar o próximo, quando a minha paciência se esvai, eu não sou daquelas que deseja “boa sorte”!

Só nesse começo de ano, eu já conheci no mínimo cinco pessoas que cheiravam a primavera do próximo ano de tão empinados que eram seus narizes! E para essas pessoas uma dica… nenhum grand battement na orelha supera uma grande paixão pela arte, o brilho vem do ser humano em si e não de sua técnica. Antes de tratar alguém com indiferença conheça o homem antes do artista!

Há muito tempo, depois de um acidente que me fez tomar muito corticóide quando pequena, fui competir no Festival de Dança de Campos do Jordão. Quando desci do palco, passei por um bailarino que comentou com uma amiga: “Olha essa baleia, não deviam deixar gente assim competir aqui em Campos.” Esse cretino cheio de brotoejas (me desculpem por isso) estava longe da perfeição e ainda assim se achou no direito de me julgar!

Para a minha felicidade, naquele mesmo dia conheci pessoas maravilhosas como Priscilla Yokoi e Israel Alves que além de serem bailarinos excepcionais, ainda me trataram com fofura absurda!
Isso me fez esquecer um pouco do episódio anterior, mas confesso à vocês que durante muito tempo eu quis que as brotoejas daquele bailarino ficassem gigantes!

Vamos colocar a mão na consciência gente, mesmo porque para mim arrogância é sinônimo de insegurança! E como disse minha irmã que é bem mais magnânima que eu, ” É pelo bem da arte!”

E hoje, só para aqueles que calçaram as Sapatilhas da Humildade nesse Carnaval, desejo um…

 …Bom Dia!!!

Anúncios