Tags

, , , ,

Enfim chegamos em Março, o mês em que o Brasil finalmente começa e o mês oficial da Poesia e em comemoração a essa arte, passarei  o mês postando textos meus que lembrem vagamente uma, rsrsr…

Todos são especiais pra mim, alguns frutos de pesquisa sobre temas específicos, outros apenas desilusões e conflitos, mas o importante é que todos são desabafos. Então começaremos com uma em que o título já fale por si só!

Foda-se

É preciso ligar o foda-se e se despir de pudores, dúvidas e assombrações que temos ao longo do caminho. Demora, mas esse “foda-se” uma hora chega. Tarda mas não falha!

Foda-se se ele não olha para você como deveria.

Foda-se se você não olha para quem realmente interessa.

Foda-se se nem sempre pode fazer o que quer na hora que quer.

Foda-se se a dedicação não é mútua.

Foda-se quem te machucou ou o que em você foi machucado.

Foda-se se a hora é errada…é a hora e só, aproveite o que ela oferece!

Não há nada que não possa ser resolvido e nem solução que seja eterna.

E não há ninguém que não possa ser substituído.

Eu quero me despir disso tudo que me aflige, de coisas que ocupam minha mente sem merecê-la, onde a única solução é não solucionar, é deixar que a raiva, a angústia, o abandono ou que a própria falta de interesse me levem pra algum lugar onde eu possa levitar acima disso tudo.

Eu quero é me vestir de música! Uma que tenha muitos agudos e bons graves, quero colocar nessa perna um bom en dedans e poder fazer um developpé  desencaixado com os braços soltos ao som desse compasso que dita minha vida cheia de regras sem sentido.

Quero e preciso desesperadamente cantar a dança e dançar o canto para que talvez eu possa ser vista como deveria…

Para que possa olhar o bom que me circunda.

Fazer finalmente o que quero e posso.

Me dedicar sem pedir em troca.

Saber que a vida é curta para não me fazer feliz.

Que as cicatrizes são indeléveis por um motivo e me orgulhar da minhas.

Quero dançar com violência e cantar com suavidade, tacar fogo na chuva, gritar um grande POR QUE, para coisas das quais eu ja sei a resposta!

FODA-SE…grito mesmo assim, talvez você me ouça.!

Talvez você cante comigo, talvez dance, talvez só me entenda. Mas se não entender também…Foda-se!

Serei eu e minha eloquência de agora em diante.

Thais Mello

17/05/2011

dança

BOM DIA!!!

Anúncios