Tags

, ,

AVISO: Aperte o play antes de ler…

ventos1

Eu escolhi essa frase de Mary Shelley para o título pois representa bem este post que fala de algo que deve ser imortalizado…

Hoje é um dia especial, o motivo pelo qual escolhi que neste mês nós postaríamos as segundas-feiras. Há exatamente três anos perdemos um ícone da Dança no Brasil. Roseli Rodrigues para mim não foi só um ícone, foi minha mestra, foi quem me ensinou o significado de ser profissional naquilo que amo! E nada melhor para homenageá-la que dança, música e poesia.

Então deixo vocês com as minhas lembranças, o texto que escrevi um ano após seu falecimento e a poesia que minha querida amiga Mariane Vieira me enviou após saber da notícia e o quanto ela significava para mim!

Tristeza por não tê-la mais, pelo que poderia ter sido e pelo que o mundo perdeu.

Saudades do que foi, do toque, voz e sensibilidade.

Felicidade por ter sido preparada por ela, pelo privilégio de ter tido aqueles olhos azuis sobre mim!

Um ano se passou e ainda escuto sua voz e suas palmas, energia única. Sinto seus olhos em cada passé meu, a cada contração, a cada cambré. E a imagino em cada música…

Quanta falta ela faz!

Acho que não existiu um dia durante esse ano que não tenha pensado nela.

E nessa sexta feira, eu vou agradecer a Deus por tê-la colocado em minha vida, eu não seria a metade da profissional que sou se meu caminho não tivesse cruzado com o dela, e sei que falo por muitos!

“Foi como uma fruta que caiu do pé

 e que ainda pode alimentar

Uma pétala que caiu da flor

e que ainda pode perfumar

Foi como uma estrela que virou cadente

e que ainda pode brilhar

Um anjo que doou as asas

e que ainda pode voar.

Foi para ensinar o que é saudade,

e o que é inesquecível

Passou pra ensinar o que é RAÇA

e o que é incrível.

Agradeçam por terem sido

alimentados,

perfumados,

iluminados e

por terem ganho as asas doadas…

…Voem!”

(Mariane Vieira)

Obrigada Roseli Rodrigues, por me esinar a transformar dança em poesia!

Thais Mello

 roseli-rodrigues2

Anúncios