Tags

, , ,

“Quem um dia irá dizer
Que existe razão
Nas coisas feitas pelo coração?
E quem irá dizer
Que não existe razão?”

…E Março chega ao fim, e com ele nosso mês da poesia!

Dentre reflexões e homenagem, não poderia faltar para o último post um poema que falasse um tiquinho de Amor, certo?

Então para esse momento escolhi dois, o primeiro fiz há muito tempo para um amigo do qual eu era apaixonada e não conseguia saber se o sentimento era recíproco e o segundo para a pessoa com quem divido meus momentos mais sublimes!!! s2

Queria dizer o que mora em meu peito

Queria lhe dizer o que mora em meu peito

Que fosse logo e de uma vez

Tão claro na mente…

…Um quebra-cabeça no céu da boca

Seria mais fácil vendo as mil cores da tua íris?

Palavras desembaralhando à nota suave de um cheiro que trás conforto.

Ou tudo ficaria ainda mais difícil no esquecimento do abraço?

Esse que sempre me cala

Sempre cala o que as vezes nem se quer dizer

Queria lhe dizer o que mora em meu peito

Tão logo e sem rodeio

Queria também que dissesse o que realmente mora no seu

Para que assim a cor dos olhos não me traia

O cheiro que conforta se transforme em música

E as palavras dancem verdadeiras

Tornando esse bendito abraço em um entendimento

Que seja logo…

….Que seja!

Thais Mello

Pedro

Peço para que possa olhar em seus olhos
Peço para que pare o tempo que precede o não
Peço para que sua alegria seja a minha
E para que toda a dor não seja em vão

Penso que tenha encontrado o que de direito é
Penso que tenha acabado toda a solidão
Penso e peço, para que possa olhar em meus olhos
Para a certeza da não ilusão

Passe por mim e não vá embora
Passe por mim e notará
Que a hora passa sem pressa e bem rápida
Medida pelos beijos que me dará

Possua o tempo que de tudo resta
Passeie seus pensamentos em mim
Na minha piscina de águas quase verdes
Prece esta que eu faço
Para que diga sim!

Thais Mello

Espero que esse mês de março tenha inspirado a todos, assim como me inspirou…
Bom dia!!!!

ballet in love

Anúncios