aerial pole

Arte, sensualidade e exercício…

Existem diversas versões para descrever a verdadeira origem do Pole Dance…

Algumas dizem que vêm de uma prática de ginástica indiana, uma espécie de “yoga no poste” chamada de Mallakhamb.
Já uma outra versão da história, é que na Grande Depressão Americana surgiram os Tour Fair Shows, circos que viajavam pelo país para divertir multidões. Fora da tenda principal, existiam tendas muito menores onde bailarinas dançavam sensualmente para marmanjos e com o tempo, passaram a utilizar o mastro da tenda, transformando aquilo em uma nova modalidade!

O que a grande maioria sabe, é que o Pole é dançado em Strip Clubs pelo mundo afora, o que acaba mexendo com a cabeça de muitos rapazes por aí. Porém, hoje em dia o Pole é reconhecido como exercício físico, pois requer extrema força física e resistência. Profissionais dessa área, hoje lutam para que a modalidade seja reconhecida como esporte e como uma forma artística de dança.

Eu, sou uma mera iniciante, mas já noto os benefícios no meu corpo e encontro no Pole, mais uma forma de expressar a minha dança!

Fazendo a pesquisa para o Post de hoje, descobri coisas maravilhosas sobre o assunto, o que torna isto um mero resumo. Então aconselho uma pesquisa mais a fundo, tanto em forma de informações quanto imagens e vídeos, pois têm muita coisa boa!

Dóiiiiiii, exige força e me deixa com muitos roxos… Mas a sensação é maravilhosa e eu recomendo! =)

Deixo vocês com alguns vídeos, pois é impossível postar todos…

A “Maravidjosa” Marlo Fisken em um duo:

.

Esse próximo, é um projeto muito interessante chamado “Pulse” e pra quem gostar, recomendo também que procure pelo documentário chamado “Off the Floor”  e sobre Contemporary Pole Dance “The Good Body”

.

 

Bom Dia!!!

Anúncios