Tags

,

Massimo Murru e Sylvie Guillem.

Brilhantemente coreografado por Sir Kenneth Macmillan para o Royal Ballet e com a belíssima música de Jules Massenet“L’histoire de Manon” foi inspirada na ópera “Manon“do próprio Massenet, que por sua vez foi inspirada no livro de 1731 “A história do cavaleiro des Grieux e Manon Lescaut” de  Abbé Prévost, livro este que também deu origem a ópera de Puccini.

A caminho do convento, a jovem Manon vai à Paris ao encontro de seu irmão Lescault, ele ao notar o interesse do rico Monsieur GM em sua irmã, propõe um casamento entre os dois. Neste meio tempo, Manon conhece o estudante Des Grieux, se apaixona por ele e juntos resolvem fugir.
Finalmente encontrada por seu irmão, Manon resolve aceitar o pedido de Monsieur GM. Ela convence Des Grieux a aceitar sua partida já que com o dinheiro de Monsieur GM os dois poderiam se tornar muito ricos.
Em uma festa, Des Grieux encontra Manon e pede para que ela fuja novamente com ele, ela concorda, mas antes pede para que ele tente roubar mais dinheiro de Monsieur GM através de um jogo de cartas. Des Grieux é pego roubando por Manon, eles conseguem escapar brevemente mas logo Manon é presa acusada de prostituição. Des Grieux a resgata da prisão, mas na constante fuga dos seus perseguidores e após sacrificar todos os seus desejos de riqueza pelo amor de Des Grieux, Manon não resiste e encontra seu fim.

 

Pas de deux 1º ato – Justine Summers & Steven Heathcote

.

E agora, a emocionante cena da morte de Manon, impecavelmente dançada pela mais do que perfeita Sylvie Guillem e pelo meu amado Massimo Murru…uma obra de arte!

.

 Bom dia!!!

Carol Prado.

 

 

 

 

Anúncios