Tags

, ,

2-inline-ballet-martial-arts-20140827

George Birkadze

Por volta dos meus quatro anos, no familiar caminho de volta da escola, vi na placa de um estabelecimento um grande desenho preto que me chamava muita atenção. Um dia perguntei para minha mãe o que era aquilo e ela me respondeu sem muitas explicações: “É uma escola de Balé!” e mesmo sem saber do que se tratava, minha resposta foi: “Posso fazer?”

Aquele desenho (que mais tarde descobri que eram sapatilhas) não me saía da cabeça e mesmo que na época eu não fizesse ideia do fosse o “balé”, de alguma forma sabia que era certo para mim. Desde então a dança permanece na minha vida e hoje é mais do que a minha profissão, é uma necessidade.

Depois de um assalto quando pequeno, meu irmão mais velho resolveu se arriscar no Tae-Kwon-Do e acabou inspirando minha irmã a seguir seus passos. Já eu, nunca me arrisquei pelo mesmo caminho apesar de sempre ter tido curiosidade sobre as artes marciais…

Nesse ano resolvi fazer diferente, me desafiar mais, sair da minha zona de conforto e me aventurar por outras águas. Na minha forma de ver, nenhum aprendizado é capaz de subtrair qualquer outra coisa (na época, uma das professoras da minha irmã dizia que o tae-kwon-do “atrapalhava” o balé dela, ora pois quanta bobagem!!) . Mas o que fazer?

Boxe? Capoeira? Tae-Kwon-Do?
Talvez qualquer um desses esportes pudesse ter a ver comigo já que conheço alguns golpes e possuo a agilidade e flexibilidade necessária nas pernas, mas tal facilidade não pode ser caracterizada como desafio, pode? Depois de muita pesquisa, conversas com amigos e uma paixão subconsciente por hematomas, o Jiu Jitsu foi a minha escolha, aliás, muito questionada por amigos…

…Por enquanto não consigo usufruir das maravilhas da minha flexibilidade, a minha agilidade pouco adianta enquanto não tiver a calma necessária pra raciocinar durante um golpe, meu preparo físico do balé também ajuda pouco já que os grupos musculares usados são totalmente diferentes. Roxos, lesões, unhas quebradas, cansaço e muitas dores… Tem como não se apaixonar?

Como em qualquer arte marcial e também como a dança, é necessário ter disciplina, agilidade, raciocínio, força e um psicológico bem preparado, pois você vai apanhar!!

Mesmo que questionem a minha escolha, mesmo que eu ainda seja uma mera faixa branca, mesmo que eu volte todo dia ralada e roxa (ou recentemente com uma lesão no ombro que já me tirou do tatame por dois meses), eu sigo com a sensação de dever cumprido. Eu me desafio todos os dias e oxigeno o meu cérebro com a certeza que ali naquele dojo nada é fácil pra mim. É como se eu começasse do zero, e tudo que nos faz começar do zero, com toda certeza nos faz repensar conceitos, nos faz ser mais humildes e nos motiva a ir além!

É um mundo novo, onde ao invés do collant eu uso um quimono, ao invés do reverance, eu ajoelho e oro. É onde apanho dos mais diversos tipos e tamanhos de adversários mas onde todos estão dispostos a “apanhar” um pouquinho de mim para que eu possa aprender e evoluir. Um mundo além da dança onde ganhei pessoas queridas com ideias novas. Mundos completamente diferentes e que ainda assim se completam no meu corpo e na minha mente. A dança me faz voar, enquanto o Jiu mantém meus pés firmes para aterrissar.

Aprender, aprender, aprender…talvez o maior dom que um ser humano possa receber seja esse e eu posso dizer que fui abençoada.

Meu conselho é: não se sinta menos, não sinta pena de si mesmo, levante a cabeça, se desafie mais, aprenda mais, nunca ache que já aprendeu tudo! Caso esses sintomas persistam, procure a barra ou o tatame mais próximo! Oss?

Bom dia!!!

Texto: Thais Mello
Revisão: Carol Prado

*Oss

OSS é uma expressão fonética criada na Escola Naval Japonesa, e é usada universalmente para expressões do dia-a-dia, um cumprimento como “sim”, “por favor”, “obrigado”, etc… O espírito de Oss é retratado como a “perseverança sobre a pressão“, além disso, é uma demonstração de respeito, não por hierarquia, mas pela admiração, pelo prazer da companhia, por simpatia, confiança e respeito por si mesmo.

 

 

 

 

 

Anúncios