Tags

, , , , , , , , , ,

Começo esse texto com uma pergunta…

Você se considera amador ou profissional?

Só você pode valorizar o seu conhecimento ou passar a vida toda trabalhando de graça!

Só você pode valorizar o seu conhecimento ou passar a vida toda trabalhando de graça!

Ao produzir um show de um amigo, notei que ele deixou de fora o seu próprio cachê para reduzir custos, tornando assim o trabalho mais viável. Quando o indaguei sobre esse absurdo dizendo que ele devia se valorizar, ele me disse: Eu sou artista!

Então quem vive de arte não come, não paga contas, não compra roupas? Artistas não fazem parte de uma classe profissional?

Não! Artista é um ser poético, que vive de luz, que se alimenta apenas de aplausos, onde a maior glória e dever é levar “cultura” , de preferência de graça, para toda população. Mesmo que isso signifique uma vida miserável!

Digo isso porque arte é algo que nasce com você, não é necessário nenhum tipo de estudo, apenas talento. O artista não precisa desenvolver e aprimorar nada dentro de seu ofício.

São seres com uma capacidade de absorção incrível…

Peça qualquer música e ele já saberá cantar!
Peça para que ele dance, ele dançará em qualquer lugar!

Instrumentos, sapatilhas, pincéis… Brotam da terra de seus quintais e nunca, jamais se deterioram…

É preciso deixar claro que o texto em destaque é uma ironia?

Quase duas décadas de carreira e eu ainda escuto ladainhas em redes sociais, de campanhas como: Eu não toco/canto/danço/atuo (etc) de graça, blábláblá é minha profissão!

Mas então me diga Sr. Artista que estudou a vida inteira e se sujeita a ganhar R$ 100,00 de cachê para atuar 4 horas em bares (para dar aulas por preços absurdos, para se apresentar sem o espaço adequado…). Você coloca na conta dessa mixaria: seu transporte, sua alimentação, degradação de material, horas de estudo, ensaios, entre outras mil coisas?

A resposta negativa para essas perguntas faz de você apenas um amador que sabe fazer alguma coisa considerada arte. Você mesmo se boicota enquanto donos de bares e empresários te exploram.

E é você que fode enfraquece todos os outros artistas profissionais que realmente vivem disso e que precisam colocar SIM nas respostas acima para sobreviver com dignidade.

Para você que acha todo artista vagabundo, que acredita que arte é perda de tempo, lembre-se: Você não vive sem arte, mesmo você não se lembrando de que aquela playlist no seu ipod e a novela ou espetáculo que você assiste são produzidos por artistas.

Para você dono de bar, dono de escola, empresário ou amigo:

-Nós não temos um botão de play para mudar o repertório do mesmo modo que você muda de roupa.
-Eu não vou ao seu estabelecimento e peço desconto pelo que eu acabei de comprar ou consumir.
– O material que eu uso e a estrutura onde me apresento, influenciam sim, no resultado final do trabalho.
– Não é legal quando você “acha” que não custa nada já que eu sou sua amiga.

E você…

Consegue agora responder à minha primeira pergunta?

Bom dia!!!

Por Thais Mello

Anúncios