A sua emoção é a minha emoção

Tags

, , , , , , , , , , ,

michelangelo-71282_960_720

Outro dia, estava trabalhando no computador enquanto a minha irmã ensaiava o repertório do seu próximo show e sem ao menos perceber lá estava eu, rodopiando pelo quarto…
Tive a necessidade de dançar ao ouvi-la cantar.

Não é só pelo fato de ela ter uma voz maravilhosa (o que, acreditem, ela tem!), foi também pela emoção de ouvi-la cantar ao vivo. Essa emoção foi tomando conta da minha alma e o meu corpo começou a responder, foi natural.

Poucas coisas são tão bonitas quanto ver um artista completamente entregue à sua arte e a entrega dela me fez ter vontade de afundar nos meus movimentos, de parar de pensar, de somente sentir…

Acredito que muitos já tenham tido o prazer de presenciar a arte na sua forma mais pura e essas pessoas vão concordar comigo quando digo que, ser testemunha disso é algo sublime.

A partir deste dia tive a ideia de juntar a dança com a música ao vivo e por isso nasceu TALENTO LIVE.
O Talento Live vai ser um curso com técnicas de Modern Fusion (uma mistura sensacional de contemporâneo e jazz) enquanto nos deleitamos com um belo show musical.
Se você quiser fazer parte desta experiência, vai ser um prazer dividir a sala de aula contigo!

Por um mundo em que ao invés do ódio e da intolerância, mais pessoas sejam tocadas pelas emoções e pelos sentimentos de amor e de pureza!

Bom dia!!!

Carol Prado

 

Para saber mais clique AQUI

A mistura que dá certo

Tags

, , ,

broadway-at-night-1400x500

They say the neon lights are bright on Broadway
They say there’s always magic in the air
– George Benson

Canto, dança e teatro numa combinação poderosa, quem nunca sonhou em ser uma estrela com essa mistura de talentos?

Mesmo antes de me dar conta da existência dos grandes espetáculos nos palcos, já ficava paralisada ao assistir Gene Kelly sendo lindo ao cantar e dançar como se fosse a coisa mais fácil desse mundo…

Ou então me imaginando num passeio divertidíssimo com a diva Julie Andrews por uma corrida de cavalos ou limpando chaminés…

Os musicais com o formato que conhecemos hoje em dia têm uma estrada bem longa, um dos primeiros “The Black Crook” foi apresentado em 1866.
No Brasil, a tradição foi criada em fins do século XIX com o chamado Teatro Revista e traz nomes importantes como Chiquinha Gonzaga e Carmen Miranda.
Hoje é praticamente impossível conhecer alguém que não tenha ouvido falar de Cats, de Chicago ou que não associe cartolas e um bom número de sapateado à uma peça de Teatro Musical.

Temos clássicos:

Hair

Chicago

Temos novos:

Matilda

Ainda bem que com a qualidade impecável dos musicais aqui do Brasil, não precisamos mais cogitar uma ida para a Broadway para nos encantar com esse mundo tão lindo!

Noviça Rebelde Brasil

 

Bom dia!!!

 

 

 

 

 

Que se atire a primeira pedra

Tags

, , , , , , , , , ,

 

Eu chamei o meu amigo de lado e pedi:
Coloca seu braço ao lado do meu assim ó… Você vê alguma diferença entre nós que vá além da cor da pele?

Ele se sentiu ofendido com a mera menção da pergunta e retrucou:
– Vocês que têm a pele branquinha nunca vão entender o que é sofrer racismo! Vocês não deveriam dar opinião sobre o assunto.

Não, na minha realidade, eu realmente não poderia saber, mas na ânsia de provar o meu ponto de vista, retruquei:
– Mas e você que é homem, nunca sentirá o machismo na pele! Salário menor, pessoas julgando a cor do seu batom e a altura da sua saia.

– Posso receber mais que você, mas você é hétero, você não saberá jamais como é ser discriminado por ser gay! O medo de andar e ser espancado na rua só por ter uma opção sexual diferente.
– E você é magro! Não sabe como eu já chorei por ser chamada de gorda, entre outros apelidos pejorativos. Pessoas me dizendo que eu jamais poderia me tornar bailarina!

E as frases seguintes, foram carregadas de rancor, cobrança, vitimismo e total indiferença à dor do próximo. *

                                                              ~-~

A Discriminação Racial, a Homofobia, o Machismo e a Gordofobia, assim como qualquer tipo de preconceito ou discriminação, existem e são atos desprezíveis aos olhos de um ser humano justo.
A existência desses atos é inegável porque o ser humano é desprezível e necessita apontar erros e defeitos dos outros, para que assim, possa sentir-se melhor consigo mesmo!
A grande verdade é que somos todos hipócritas, gritamos pela nossa própria causa nos esquecendo de que um dia, já ferimos alguém com outro tipo de preconceito.

O mesmo gay que luta por direitos iguais e abomina preconceito, já olhou de cima a baixo uma gordinha que entrou em sua loja para provar um vestido. A mesma gordinha já segurou a bolsa ao passar ao lado de um negro. O mesmo negro já agarrou uma menina no baile de carnaval porque ela estava “pedindo”. A mesma menina já olhou um casal gay na rua e fez cara de nojo.

Os exemplos são infinitos (e até podem ser invertidos) e eu bem sei que você aí, consegue vasculhar na sua consciência, tanto, exemplos onde foi discriminado, quanto onde já discriminou.

A melhor forma de acabar com essas atitudes que abominamos, é fazer um scan do nosso próprio caráter, é se retirar do papel de vítima da sociedade, é parar de tratar o coleguinha como seu inimigo. Afinal quando tratamos alguém como inimigo, automaticamente discriminamos. E você não gosta de discriminação, não é mesmo?!

Quando um negro coloca foto de escravos nos troncos com a legenda: “Vocês nunca vão saber o que é sofrer!”. Esse negro (que nunca teve essa particular experiência na pele) esquece-se do que aconteceu com os Judeus no Holocausto (que eram brancos), esquece-se dos Bolivianos que são escravizados aqui mesmo no Brasil nos dias de hoje, esquece-se dos meninos soldados escravizados em toda a África pelos próprios africanos.
Quando vejo uma mulher que se intitula “feminista”, mas que só faz inferiorizar homens, eu fico ainda mais triste pela humanidade. Porque ela se coloca acima… (acima de quem??). Ela discrimina!
Mas o que você faz pelo mundo?

De quem é a culpa dos seus problemas? Homens? Magros? Brancos? Mídia? Ricos?
Eu posso responder a essa pergunta, talvez a culpa seja de pessoas como: homens, magros, brancos, ricos ou você mesmo (talvez!).

Chega de lutar por minorias… Talvez seja esse, um termo incorreto.
Lutemos por uma maioria! Uma maioria de Pessoas de Bem, pessoas de boa índole, esclarecidas, que lutem por diretos iguais, educação, saúde e oportunidades a todos.
Lutemos pela aproximação dessas pessoas, pela união!

O mundo está doente e cada vez mais dividido por minorias infinitas, por pedras atiradas e por dedos apontados. Mas cabe a você, se juntar a mim, e a pessoas que acreditam na essência boa do ser humano.

Para mim, o caráter ainda é a maior diferença que pode existir entre nós dois!

Afinal, qual é a sua campanha? Ressaltar diferenças ou lutar por igualdade??!!

E para terminar, uma reflexão…
Se você for uma pessoa ruim para o mundo, você será discriminado por muitos e por vários motivos. Porém, você sempre achará que a culpa é o preconceito contra seu gênero, cor, credo, opção sexual ou status financeiro.

#pararefletir
#quemnunca
#pessoasdebem
#nãoadiscriminaçãodequalquertipo
#nãomepeçaparaestudarhistóriafaçacaridade

Por
Thais Mello
(Branca, Mulher, Hétero, Gordinha, Artista (ou seja, quase-pobre))

*O diálogo é fictício

 

Para aqueles que buscam Beleza, Amor e Inspiração!   ❤

.

 

Bom dia!!

Ir além

Tags

, , , , , , , ,

Sabe aquela frase famosa do (nosso amado) Baryshnikov?

Eu não tento dançar melhor do que outras pessoas, eu tento somente dançar melhor do que mim mesmo.

Pois é, ela sempre fez muito sentido pra mim, especialmente quando era inevitável me comparar com outros bailarinos. Essa frase sempre colocava meus pés no chão e me ajudava a lembrar que a minha dança é só minha e que tecnicamente, eu precisava ultrapassar minhas próprias barreiras e não a dos outros.

Para dançar bem, temos que ter a maturidade de entender como o nosso corpo se mexe e buscar superar nossos próprios limites.
Uns têm muito, outros têm pouco, mas o que você faz com aquilo que possui é o que importa.
Usar o seu corpo para transmitir o que você quer dizer independe do seu en dehors ou en dedans, para atingir isso é preciso de inteligência.

SundayClass“Sunday Class” – Photo by Caroline Young

Mesmo que a sua dança basicamente dependa de você mesmo, ela é fortemente influenciada por aqueles que estão ao seu redor. Um bom professor consegue te fazer enxergar caminhos e te estimular a chegar mais longe e bons colegas de classe são excelentes motivadores.

Fazer aulas boas com gente boa tem um poder incalculável. Ao observar outros bailarinos, é possível aprender não só outras maneiras de executar a mesma técnica ou a mesma coreografia, é possível evoluir porque essa troca, além de nos inspirar, alimenta a nossa arte e a nossa alma.

Bom dia!!!

Carol Prado.

Obs: Não percam uma matéria muito legal sobre Pilates para Bailarinos no Blog Pilates, corre lá!

Artista: Amador x Profissional

Tags

, , , , , , , , , ,

Começo esse texto com uma pergunta…

Você se considera amador ou profissional?

Só você pode valorizar o seu conhecimento ou passar a vida toda trabalhando de graça!

Só você pode valorizar o seu conhecimento ou passar a vida toda trabalhando de graça!

Ao produzir um show de um amigo, notei que ele deixou de fora o seu próprio cachê para reduzir custos, tornando assim o trabalho mais viável. Quando o indaguei sobre esse absurdo dizendo que ele devia se valorizar, ele me disse: Eu sou artista!

Então quem vive de arte não come, não paga contas, não compra roupas? Artistas não fazem parte de uma classe profissional?

Não! Artista é um ser poético, que vive de luz, que se alimenta apenas de aplausos, onde a maior glória e dever é levar “cultura” , de preferência de graça, para toda população. Mesmo que isso signifique uma vida miserável!

Digo isso porque arte é algo que nasce com você, não é necessário nenhum tipo de estudo, apenas talento. O artista não precisa desenvolver e aprimorar nada dentro de seu ofício.

São seres com uma capacidade de absorção incrível…

Peça qualquer música e ele já saberá cantar!
Peça para que ele dance, ele dançará em qualquer lugar!

Instrumentos, sapatilhas, pincéis… Brotam da terra de seus quintais e nunca, jamais se deterioram…

É preciso deixar claro que o texto em destaque é uma ironia?

Quase duas décadas de carreira e eu ainda escuto ladainhas em redes sociais, de campanhas como: Eu não toco/canto/danço/atuo (etc) de graça, blábláblá é minha profissão!

Mas então me diga Sr. Artista que estudou a vida inteira e se sujeita a ganhar R$ 100,00 de cachê para atuar 4 horas em bares (para dar aulas por preços absurdos, para se apresentar sem o espaço adequado…). Você coloca na conta dessa mixaria: seu transporte, sua alimentação, degradação de material, horas de estudo, ensaios, entre outras mil coisas?

A resposta negativa para essas perguntas faz de você apenas um amador que sabe fazer alguma coisa considerada arte. Você mesmo se boicota enquanto donos de bares e empresários te exploram.

E é você que fode enfraquece todos os outros artistas profissionais que realmente vivem disso e que precisam colocar SIM nas respostas acima para sobreviver com dignidade.

Para você que acha todo artista vagabundo, que acredita que arte é perda de tempo, lembre-se: Você não vive sem arte, mesmo você não se lembrando de que aquela playlist no seu ipod e a novela ou espetáculo que você assiste são produzidos por artistas.

Para você dono de bar, dono de escola, empresário ou amigo:

-Nós não temos um botão de play para mudar o repertório do mesmo modo que você muda de roupa.
-Eu não vou ao seu estabelecimento e peço desconto pelo que eu acabei de comprar ou consumir.
– O material que eu uso e a estrutura onde me apresento, influenciam sim, no resultado final do trabalho.
– Não é legal quando você “acha” que não custa nada já que eu sou sua amiga.

E você…

Consegue agora responder à minha primeira pergunta?

Bom dia!!!

Por Thais Mello

Que espetáculo!

Tags

,

e4d46db6_standing-ovation-auditorium-pop_8703

Foram muitos os espetáculos assistidos em 2015, muitos foram ótimos e já outros, nem tanto. Pensando nisso, resolvi escrever aqui o que, na minha humilde opinião, transformaria uma simples apresentação de fim de ano em um verdadeiro espetáculo!

Preparação

  • Tema
    Nem sempre é uma escolha fácil e, convenhamos, nem deveria! Deste detalhe dependem todos os figurinos e coreografias do espetáculo. Quer fazer um espetáculo inesquecível? Então saia do óbvio!
  • Músicas
    É muito importante ficar atenta com a qualidade das músicas do espetáculo. Ninguém quer passar de 2 à 3 horas ouvindo gravações faraônicas de músicas de repertório com sons de aplausos no final.
    Dica 1: No Itunes cada faixa custa U$1,99 (não tem desculpa!)
    Dica 2: Aprender a cortar música é uma dádiva e não custa nada!
  • Figurinos
    Não coloque todos os ovos em uma cesta só, uma única costureira não dá conta de 50.000 figurinos! Outro ponto importante é estar presente durante todo o processo de confecção das roupas, é o melhor modo de se certificar que tudo está sendo feito com o maior capricho e dentro do cronograma.
  • Coreografias
    Tá, não dá para controlar a criatividade de todas as professoras e garantir um espetáculo inteiro com coreografias fenomenais, mas é possível torná-lo mais dinâmico. Coreografias muito longas funcionam como um sonífero,então fuja delas para que o público se lembre do seu espetáculo. Geralmente 3 ou 4 minutos são suficientes, passar disso só para coreografias com um elenco muito grande ok?

Durante

  • 2. Dividir para Conquistar
    A professora ajuda as alunas, as coloca no palco, anuncia a coreografia,
    solta a música e ainda cuida da iluminação. Parece mentira mas não é!
    Para garantir o sucesso, é fundamental ter uma pessoa responsável por
    cada tarefa. Muito menos stress assim, true story!
  • Seja a diretora
    Tudo bem se você é a dona da escola e quer se apresentar. Só não perca de vista que você ainda é a maior autoridade do espetáculo, portanto se não possuir uma boa equipe, prefira ficar em segundo plano.
  • Minimize os atrasos
    Eu sei, acontece! São tantas coisas para resolver em tão pouco tempo que às vezes o atraso é inevitável. No entanto, fazer o público esperar mais de 30 minutos cruza a linha do aceitável.

Depois

  • Feedback
    Na hora que tudo já passou, é sempre muito legal ouvir a opinião das pessoas, tanto de pais quanto de alunos e colegas. Sempre podemos melhorar não é verdade?

Bom dia!!!

Carol Prado

 

 

Tchau 2015!

fogos

Apesar de 2015 ter sido um ano realmente complicado, não podemos esquecer dos seus méritos.
Foram 12 meses, 365 dias e 8760 horas, tempo esse que passou trazendo consigo momentos tristes, lágrimas e indignação, mas que também que trouxe sorrisos, beijos, abraços e conquistas. Foram muitos fins mas também muitos começos.

O que difere 2015 de 2016 é um simples segundo. Do dia 31 de Dezembro para o dia 01 de Janeiro todas as esperanças se renovam e todos os sonhos têm a chance de se tornar realidade como num passe de mágica. Se nós pensarmos que a mudança do relógio das 23:59 para as 00:00 horas tem todo esse poder, esse poder deveria valer para todos os dias certo?

Não é necessário esperar que o calendário mude, mude você primeiro, como e quando quiser! Seja a sua melhor versão e parta em busca dos seus objetivos simplesmente porque você pode!

Termino esse post desejando à todos um 2016 com dias maravilhosos e cheios de momentos lindos e inesquecíveis!
Ps: Ano que vem é ano bissexto! Um dia extra pra ser feliz! 😉

 

Bom dia!!!

Carol Prado.

EXTRA EXTRA!!!

Mais um ano vai indo embora, e para que 2015 chegue ao fim com estilo, tenho aqui uma diquinha para vocês…

Ocupação do Grupo Corpo no Itaú Cultural
Para comemorar os 40 anos da cia mineira de dança, o Itaú Cultural traz uma linda exposição de fotos que, além de registrar os momentos marcantes da companhia, também conta as histórias dos bastidores. A ocupação ainda traz vídeos de alguns espetáculos como Maria Maria (1976) e os mais recentes como Ongotô (2005) e Dança Sinfônica (2015).

Até quando?
Até o dia 17 de janeiro 2016

Que horário?
Ter à Sex – 09h às 20h
Sáb, Dom e Feriado das 11h às 20h

Onde?
Na Avenida Paulista 149-SP

Como chegar?
De carro – estacionamento pela rua Leôncio de Carvalho- R$10 por 12 horas
De metrô – Estação Brigadeiro (linha verde)
De bicicleta – Ter a Sex – 09h às 20h
Sáb, Dom e Feriado das 11h às 20h
Gratuito

Bom dia!!!

Carol Prado

 

Curves are Beautiful!

Tags

, , , , , , , , , , ,

Logo que entrei no estúdio, dei de cara com a frase na camiseta de uma das produtoras: “Curves are Beautiful“… Uma loira linda, sem maquiagem, com uma calça de cintura alta e um cropped. Junto a ela, mais quatro mulheres magníficas, discutindo luz, figurinos, cabelo e maquiagem. Falando assim, vocês podem começar a imaginar mulheres de 1,80 cm que vestem manequim 36, (é o que a grande maioria pensaria por se tratar de um estereótipo imposto socialmente, exatamente porque eu citei palavras como “linda” e “magníficas”).

Explicando.
Eu estava em um estúdio em São Bernardo do Campo, em pleno feriado de finados, não para prestar consultoria sobre dança, canto ou sobre as minhas outras produções, mas para posar, pela primeira vez, para um Editorial de Moda e quem me conhece sabe que eu não me encaixo em nenhum padrão de modelo.

A loira que citei acima é Katia Dornelas, modelo Plus Size e uma das três produtoras do 4Bigoo Conceito Plus (visite aqui) que mesmo sem nenhuma maquiagem, medindo 1,60 de altura e usando manequim 46, ela junto das outras tops Andrea Carneiro e Kelly Chamone são de tirar o fôlego de qualquer um!!!

Kátia Andrea Kelly

O convite veio através da Andrea, amiga que a dança me deu faz alguns anos. Performance era o tema deste Editorial e elas precisariam de uma bailarina, digamos assim, mais redondinha, rsrs… Voilá! Eu que não iria deixar a oportunidade de ser modelo por um dia escapar né?

O dia foi incrível, pessoas colocando roupas e acessórios em mim, retoca maquiagem daqui, passa óleo na perna e ajeita o cabelo dali, ventilador na cara a lá Beyoncé… Tudo tão cheio de glamour que foi impossível terminar o dia sem uma boa injeção de autoestima na veia. As maravilhosas Paloma Castro Usui (make e cabelo) e Adriana Líbini (fotografia) completam o time dessas Divas que promovem exatamente esse trabalho: Deixar florir a beleza que algumas de nós deixamos adormecida por achar que não existe espaço para ela nesse mundão.

Foram dois ou três meses de ansiedade entre o convite e o dia, agora vai mais um mês até ver o resultado e saber se eu já posso trocar de profissão (rsrs). Brincadeiras à parte, o que eu tiro de conclusão dessa experiência maravilhosa é que…
Se você não se acha bonita ou digna de admiração por possuir curvas demais, por ter estrias, celulites e cicatrizes, lembre-se que o mundo não precisa ser rotulado entre tamanho 36 ou 52. O que o mundo precisa é de atitude, amor e sorrisos sinceros, pessoas que tenham a consciência de que a vida nos deixará marcas e que tentar escondê-las é um motivo muito maior para se ter vergonha.

Talvez agora você se orgulhe do seu sorriso, talvez das suas coxas, talvez do seu olhar… Mas vamos fazer um exercício? Se orgulhe de ser quem você é… Todinha!!

Obrigada meninas por todo cuidado e carinho comigo. Vocês me inspiraram a fazer as pazes com o espelho e eu espero retribuir inspirando outras garotas com cicatrizes, “toucinhos”, coxas grossas a fazer o mesmo.

A moda não é imoral e nem amoral. A moda se trata de levantar a Moral! –Karl Lagerfeld

Bom dia!!!

Performance

Por Thais Mello